Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sábado, 26 de maio de 2012

Você sabe o que é disfagia?

A disfagia é uma alteração na deglutição, ou seja, no ato de engolir alimentos ou saliva. Pode ocorrer em diversas fases da vida, especialmente em idosos, podendo trazer sérias consequências à saúde.
Na disfagia ocorre um desvio do alimento ou saliva, obstruindo parcialmente ou completamente as vias respiratórias. Esse desvio pode ser facilitado também pelo envelhecimento natural das estruturas envolvidas na deglutição(lábios, língua, bochechas, etc).
Além do envelhecimento das estruturas, o derrame, o traumatismo craniano, as doenças neurológicas (Parkinson e Alzheimer), as distrofias musculares e o câncer de cabeça e pescoço podem causar disfagia.
Podem ainda surgir devido a próteses dentárias mal adaptadas, refluxo gastroesofágico grave e após longos períodos de entubação.
É necessário entender que a disfagia além de provocar problemas emocionais e isolamento social, causa problemas sérios como desidratação, desnutrição e pneumonia, além do risco de morte por asfixia.

O que fazer aos perceber sintomas de disfagia?
Por não ser uma doença por sí só e sim um sintoma causado por alguma alteração fisiológica, a disfagia deve ser diagnosticada e tratada conjuntamente por médicos, dentistas, enfermeiros nutricionistas e fonoaudiólogos.

Orientações durante a alimentação:

*mantenha a postura ereta e confortável. Nunca como deitado, salvo em caso de orientações específicas;
*coma sem pressa;
*mantenha as próteses dentárias bem adaptadas;
*caso necessário, coma alimentos mais pastosos e tome líquidos mais grossos, pois o engasgo com alimento líquido é o mais frequente.



A atenção e o auxílio às pessoas com dificuldades de engolir são muito importantes para diminuir as complicações provocadas pela disfagia.

Fonte: www.fonoaudiologia.org.br

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Dentes de Cavalo - Curiosidade: Odontologia equina


Você sabe quantos dentes tem um cavalo? Cavalo dado não se olha os dentes??
Na idade adulta, um cavalo tem 40 dentes e a égua 36. São 12 Incisivos, 4 caninos e 24 molares. Os potros tem apenas 24 dentes. a dentição de leite vai até os 2 anos e meio. É só após o quinto ano, que com a dentição completa, o cavalo é considerado um animal adulto.

Enquanto isso, nós possuimos 32 dentes. Sendo 8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares e 12 molares. Mas é verdade, eles também sofrem com dores de dentes, má formações, retenções de dentes decíduos (de leite), tratamentos de canal... Precisam ser avaliados e tratados periodicamente.

E de onde vem o ditado? No livro " O Bode expiatório", o professor Ari Riboldi revela que o dono sempre tenta fazer o animal passar por mais novo, o que representa um preço maior. Mas como os dentes do cavalo não nascem ao mesmo tempo e apresentam desgaste com o passar dos anos.  Para um bom conhecedor, não há como querer esconder a idade do animal!




fotos da Internet

terça-feira, 22 de maio de 2012

Dengue - Como prevenir?

A dengue é uma doença infecciosa e febril aguda, de gravidade variável, causada por um vírus transmitido através do mosquito aedes aegypti infectado.

Quais os principais sintomas?

Febre + 2 desses sintomas:
Dor no corpo
Dor nos olhos
Dor de cabeça
Enjoos e vômitos
Manchas avermelhadas na pele.

Como prevenir?

*Não deixe água parada em garrafas, vidros, pratos, vasos de plantas e outros objetos.

*Elimine os pratinhos de vasos de plantas ou preencha com areia grossa até a boca.

*Deixe sempre tampados recipientes com caixas d´água. barris, tambores e vasos sanitários em desuso.

*Limpe as calhas.

*Tampe os ralos em desuso.

*Deixe sempre as garrafas viradas com a boca para baixo em locais abertos.

*Deixe sempre latinhas, potinhos e outros objetos utilizados para reciclagem em local coberto.

*Guarde os pneus em locais cobertos ou faça três furos na região inferior para possibilitar o escoamento da água.


Importante: Não tome nenhum medicamento sem receita médica. Procure seu médico ou um posto de saúde perto de sua casa.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Gengiva saudável X Aparelhos ortodônticos

A presença da aparatologia fixa favorece o acúmulo de resíduos alimentares e consequente formação de placa bacteriana. Assim, a falta da prática de higiene oral rigorosa, que poderia não ter consequências tão graves, intensifica o mau hálito, inchaço e vermelhidão das gengivas e até sangramento. São quadros clínicos que vão de gengivite a periodontite, necessitando em alguns casos interromper o tratamento ortodôntico para realizar a terapia periodontal.
Para evitar esta situação, é fundamental ter uma de higiene oral de boa qualidade e maior frequência. Realizar uma escovação cuidadosa, passando pelos elementos dentais sobre todos os ângulos, oclusal (em cima dos dentes), vestibular (parte que fica em contato com lábios e bochecha), lingual (face voltada para a língua e céu da boca). A face entre os dentes deve ser limpa com fio dental auxiliado pelo passa fio.
Também é interessante o auxílio de enxaguatório bucal a base de clorexidina (como o periogard), porém seu uso contínuo pode causar manchas escuras na superfíe do esmalte, esses enxaguatórios, assim como a água oxigenada devem ser utilizados sob supervisão do seu ortodontista.

Postagens populares

Pesquisar este blog