Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Posso deixar de fazer as manutenções do meu aparelho ortodôntico?

As manutenções ortodônticas são consultas de retorno que o ortodontista (dentista especialista em aparelhos) marca, para poder fazer os ajustes necessários no aparelho ortodôntico do paciente.

Quando as consultas não são realizadas, ou abandonadas pelo paciente e o aparelho ainda continua na boca, muitas situações dramáticas podem ocorrer, como a presença de cáries, lesões na arcada dentária, reabsorções radiculares, outras.

No exemplo abaixo, o paciente que estava em tratamento ortodôntico, abandonou por seis meses a manutenção, agravando ainda mais a situação por não realizar a higiene bucal corretamente.







Em caso de dúvidas, consulte sempre um cirurgião dentista.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Cranberry no tramento úlcera e saúde bucal


Outro benefício do cranberry seria sua ação sobre úlceras. “As substâncias chamadas proantocianidinas, presentes na fruta, podem impedir a fixação da bactéria Helicobacter plorim, que causa gastrite e úlcera, na mucosa estomacal. Vários estudos constataram que pessoas propensas a desenvolver esse problema apresentaram melhoras ao consumir o suco de cranberry”, afirma Credidio.
Ele cita um estudo, duplo-cego (pesquisa clínica que compara duas substâncias), realizado em 2008 e publicado na revista “Nutrition”, onde pesquisadores acompanharam crianças e adolescentes que apresentaram resultado positivo para a bactéria Helicobacter pylori que também causa úlcera.
Já Suzuki comenta que alguns trabalhos trazem o cranberry como eficiente somente na inibição de úlcera péptica causada por Helicabacter pylori.
Outra pesquisa citada por Credidio, publicada no “Journal of the American Dental Association” (periódico científico de odontologia) em 1998, revelou que testes in vitro com componentes isolados da fruta reverteram a adesão das bactérias da doença periodontal em 58%. O que aponta que a cranberry também previne a placa bacteriana.
“Com relação à doença periodontal, o cranberry pode inibir a colonização de bactérias periodontopatogênicas, que é uma etapa essencial para o início da doença”, afirma Suzuki. O urologista Daher Chade diz que há pesquisas demonstrando a capacidade de formação de um biofilme protetor contra uma bactéria chamada Streptococcus: “Porém, não há evidência suficiente para uso rotineiro da fruta”.



Quantidade
É bom lembrar que o suco de cranberry não equivale ao uso de medicamentos
Como é uma fruta nativa dos EUA, existe a dificuldade de se cultivá-la no Brasil. Assim, é importante saber a procedência dos sucos vendidos em nosso país. Credidio lembra que o aquecimento afeta alguns princípios ativos chamados de “termo lábeis” (sensíveis ao aquecimento) o que pode alterar o produto. Ele recomenda o consumo de um copo de 200 ml de suco, uma vez ao dia, ou a ingestão de uma cápsula de 50 mg duas vezes ao dia ou, o indicado, segundo a prescrição de um médico.
Já a nutricionista Vanessa Suzuki afirma que a recomendação usual diária é de 240 ml a 475 ml de suco.
Excessos e contraindicações
Se consumido em excesso, o suco de cranberry pode causar desarranjos intestinais. Assim, aqueles que tiverem diarreia após a ingestão não devem consumir o produto. “Os diabéticos também devem evitar o suco, em demasia, por conta da frutose. Seu consumo deve ser indicado somente por um especialista que acompanhe o paciente”, frisa Credidio.
Já a nutricionista enfatiza que a ingestão excessiva de cranberry pode aumentar a excreção e que pessoas que fazem uso de medicamentos como antidepressivos e analgésicos à base de morfina devem consultar um médico antes de consumir o cranberry. No caso dos diabéticos, ela afirma que seu uso não é recomendado, pois os resultados dos estudos ainda não são conclusivos.
Quanto à contraindicação, a nutricionista conta que o produto deve ser utilizado com precaução em crianças menores de dois anos, durante a gravidez e a amamentação.
“Em 2004, um alerta do Comitê de Segurança em Medicina do Reino Unido, que lida com segurança de medicamentos, aconselhou que pacientes que usam o medicamento varfarina (um anticoagulante) não devem ingerir suco de cranberry, por reações adversas. Contudo, estudos de casos e estudos pilotos realizados entre 2006 e 2008 relatam que não houve interações significantes entre o consumo de 250 ml de suco de cranberry e utilização da medicação na população em geral”, encerra Suzuki.



Fontes:
http://www.drfernandoalmeida.com.br/blog/2013/01/22/cranberry-no-tratamento-da-ulcera-e-saude-bucal/






Postagens populares

Pesquisar este blog