Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sábado, 18 de agosto de 2012

Vamos deixar a alma falar...



Vem.
Conversemos através da alma.
Revelemos o que é secreto aos olhos e ouvidos.
Sem exibir os dentes,
sorri comigo, como um botão de rosa.
Entendamo-nos pelos pensamentos,
sem língua, sem lábios.
Sem abrir a boca,
contemo-nos todos os segredos do mundo,
como faria o intelecto divino.
Fujamos dos incrédulos
que só são capazes de entender
se escutam palavras e vêem rostos.
Ninguém fala para si mesmo em voz alta.
Já que todos somos um,
falemos desse outro modo.
Como podes dizer à tua mão: "toca",
se todas as mãos são uma?
Vem, conversemos assim.
Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma.
Fechemos pois a boca e conversemos através da alma.
Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.
Vem, se te interessas, posso mostrar-te.
Texto do poeta Rumi

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Por que os dentistas pedem radiografias panorâmicas?

As radiografias panorâmicas são um excelente auxiliar de diagnóstico, pois elas, possibilitam ao profissional ampliar seu conhecimento a respeito de cada paciente.

Através delas, podemos verificar a anatomia da região, dentes presentes e ausentes, dentes inclusos (que não nasceram) e inclusive visualizar possíveis patologias que depois podem ser constatadas através dos exames anatomo-patológicos (exames de biópsia)

É muito simples de ser realizada, com baixa dose de radiação e sua aquisição leva apenas alguns segundos.

É uma radiografia que não deve deixar de ser realizada, quando o dentista a solicitar, pois fará toda a diferença para o tratamento e segurança do paciente.



Veja também neste Blog: http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=5103084800515596932#editor/target=post;postID=1167473753975998807


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

O que é mordida cruzada? Tem solução?

  
A mordida cruzada ocorre quando um ou mais dentes da arcada dentária superior (maxila) se sobrepõe aos dentes da arcada inferior (mandíbula). 



A mordida cruzada pode ser esquelética, proveniente de alterações nas proporções e ou no posicionamento dos ossos. Ou de orígem dentária, proveniente de alterações na forma e ou posicionamento dentário. Pode ser anterior (nos dentes da frente), posterior (envolvendo os dentes de trás). Pode ser uni ou bilateral.


O tratamento é importante e tende a ser mais eficaz quando realizado de forma precoce, promovendo o desenvolvimento correto da oclusão (mordida) e das bases ósseas.

Alguns fatores favorecem o surgimento da mordida cruzada:
- Anomalias ósseas congênitas;
- Respiração bucal; 
- Maus hábitos (uso de chupetas, morder a tampa de caneta):
- Hábitos posturais incorretos ( dormir em cima do braço)
- Perda precoce dos dentes decíduos (de leite);
- Retenção prolongada de dentes decíduos (de leite), quando o dente permanente sem que caia o decíduo correspondente;
- Migração do germe do dente permanente; 
- Diferenças (discrepância) entre o tamanho do dente e o comprimento do arco dentário;
- Fissuras palatinas entre outros.




Pode haver estalos, dificuldades ao abrir e fechar a boca, em alguns casos até dores de cabeça.


Quando não tratada, a mordida cruzada pode ser prejudicial, danificando a articulação mandibular, promovendo desgastes e fraturas nas estruturas dentais e de suporte (inclusive perda óssea). Assim como na criança, impede o desenvolvimento adequado dos ossos da face, inclusive favorecendo assimetrias. 



O tratamento precoce é sempre o mais indicado. Para o adulto existem recursos relativamente simples, porém casos mais complexos podem necessitar de cirurgias e exodontias (extrações dentárias).







No caso de dúvida, consulte um ortodontista!


Dra Patricia Pessi
Especialista em ortodontia



Postagens populares

Pesquisar este blog