Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Devo esperar a troca dos dentes de leite para colocar aparelho no meu filho? Qual o melhor momento para usar o aparelho?

   
Não! Não devemos aguardar que todos os dentes decíduos (de leite) esfoliem (caiam) para que se inicie o tratamento ortopédico - ortodôntico. Pode ser muito tarde!!

A importância da intervenção ortodôntica precoce:

A Ortodontia é uma especialidade da odontologia  que  trata  da  correção das  más  oclusões (mordidas incorretas).  A  intervenção ortodôntica  “precoce”  denominada Ortodontia  Preventiva  e  Interceptativa  é  realizada  na  dentição  decídua (de leite)  ou na dentadura mista (fase da trocas de dentes), com o objetivo  influenciar  o desenvolvimento  dentário  e/ou  esquelético  antes  da erupção dos dentes permanentes.

A criança pode ser avaliada ortodonticamente a partir dos 3 anos, quando se estabelece a oclusão da primeira dentição.  Neste   momento,  alguns desvios podem ser tratados como: a  mordida cruzada     posterior     ou  anterior,  avaliação  e  interceptação de  hábitos  inadequados  (sucção  digital,  chupeta,  mamadeira,  interposição  lingual  ou  labial)  e  avaliação do  funcionamento  da  musculatura peribucal e intrabucal, entre outros.

Entre  6  e  8  anos,  período  de  troca  dos  dentes  anteriores  e  erupção dos primeiros molares permanentes  é   necessária   a   radiografia   panorâmica,   que   nos   dará   informações  importantes  como:  agenesia (ausência  de  algum  dente),  supra numerários   (dentes   a   mais),   falta  ou excesso de espaço para acomodar todos os dentes. Enfim, uma avaliação global do desenvolvimento dentário e esquelético desta criança.
Durante     todo     acompanhamento,  evitar  cáries  e  doenças  periodontais (das gengivas), são os procedimentos preventivos   mais   básicos   da   má-oclusão.  Não  menos  importante  é monitorar o desempenho das funções vitais  (mastigação,  respiração,  deglutição e fonação), que quando alteradas  podem  prejudicar  o  desenvolvimento facial.

Na  segunda  fase  das  trocas  dentárias,   substituição   dos   caninos e  erupção  dos  pré–molares  algumas  medidas  podem  ser  adotadas  com   a   finalidade   de   melhorar   o  espaço  para  acomodação  dos  dentes,  além  de  ser  o  período  ideal  para tratamentos ortopédicos (que vão desenvolver e equilibrar a parte óssea).

Para cada tipo de má-oclusão há o momento ideal para o tratamento ortodôntico. Sempre que a má-oclusão gerar  complicações  mais  severas, comprometimentos  funcionais,  estéticos  ou  prejudicar  a  auto-estima, o tratamento deve ser imediato. Em outros  casos  pode  ser  necessário o  acompanhamento  até  o  momento adequado da intervenção.

Na dúvida, consulte um ortodontista o quanto antes!! Juntos, pais e profissional chegaram a conclusão sobre qual o melhor momento para a intervenção, evitando exodontias (extrações de dentes), cirurgia ortognática (para reposicionamento dos maxilares, por exemplo) e melhorando o prognostico, ou seja melhores perpectivas de resultado final e menor tempo de tratamento com a aparatologia fixa.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Por que é preciso tratar canal de um dente?


Todos os dentes cariados, necessitam se tratados, porém, quando isso não acontece, a cárie aumenta e invade a raíz do dente (polpa), necessitando de tratamento endodôntico ( tratamento de canal).
Quando a cárie aumenta de tamanho, pode se tornar dolorosa e também haver fraturas de porções do dente. 
Algumas vezes, também é necessário o tratamento endodôntico, diante de fraturas extensas que comprometem o canal, devido à traumas, muito comum em dentes anteriores.
A polpa, ou canal do dente é a parte vital do mesmo. Quando realizamos um tratamento endodôntico, o dente fica desvitalizado, ou seja, impedido de sentir qualquer estímulo térmico ou doloroso.
O tratamento endodôntico é necessário para que a dor diminua e para que a pessoa não perca o dente.


As visitas rotineiras ao dentista de forma preventiva, minimizam  risco de cárie, doença periodontal ( doença na gengiva) e consequentemente, perda de dentes.
Ladis Pedrosa

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O hábito de fumar e os dentes

    Todos nós já ouvimos falar dos males que o cigarro pode causar à saúde, mas, muitas pessoas ainda não relacionam o hábito de fumar com a saúde bucal, embora qualquer fumante possa perceber o escurecimento dos dentes e da mucosa, além da alteração do hálito.
Hoje sabemos que os maiores malefícios que o cigarro pode causar são: comprometimento na cicatrização, agravamento da doença periodontal e câncer bucal.
Os fumantes devem ter um cuidado redobrado com a saúde bucal, cuidando criteriosamente da higiene e fazendo consultas periódicas ao dentista para avaliações frequentes.
Para quem ainda insiste em fumar, o auto-exame pode detectar presença de manchas e nódulos, devendo procurar um cirurgião dentista se as lesões não desaparecerem em um prazo de até 15 dias.
Este paciente, do sexo masculino, fumante de 56 anos está perdendo todos os dentes devido ao uso do fumo e higiene bucal comprometida.

Ladis Pedrosa

Postagens populares

Pesquisar este blog