Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Câncer Bucal X Diagnóstico Precoce X Prevenção


Estudiosos da universidade de Michigan trabalham no desenvolvimento de testes salivares para a  detecção do cancer oral. O método é eficiente e barato, podendo salvar a vida de muitas pessoas. O diagnóstico é feito através de marcadores biológicos, que indicariam a presença do câncer oral e em que caso é necessário tratar e realizar biópsias invasivas ou punções. O grupo de médicos, físicos e dentistas registra que a maior parte das lesões brancas são benignas e nesses casos a biópsia não seria necessária, um teste simples seria capaz de detectar a malignidade e encaminhar rapidamente para o tratmento necessário.
O câncer bucal têm alto índice de morbidade quando detectado tardiamente, apenas 60 por cento dos pacientes sobrevivem 5 anos após o diagnóstico. O desafio para reduzir a mortalidade e morbidade do cancer oral ainda é o de desenvolver etratégias para identificar e detectar a doença ainda em seu estágio inicial. Apostam no método não invasivo, em que o paciente apenas fornece a saliva e os resultados são bastante efetivos.
 

Sábado, dia 5 de maio inicia-se na rede de saúde pública a Campanha de Prevenção do Câncer Bucal. Ela se estenderá até o dia 25 e tem como fundamento básico o diagnóstico precoce de lesões malígnas e o seu tratamento, aumentando a sobrevida dos pacientes acometidos.
Serão examinadas pessoas a partir de 15 anos. Receberão também orientações de como prevenir-se da doença.



 
fonte:

Michigan State University. "Oral Cancer Detection Could Dramatically Increase With Saliva Test." Medical News Today. MediLexicon, Intl., 19 Apr. 2012. Web.
25 Apr. 2012. <http://www.medicalnewstoday.com/releases/244257.php>

terça-feira, 1 de maio de 2012

Dia do trabalho, dia do dentista.

Uma homenagem à todos os dentistas que trabalham por amor à profissão e ao seu paciente.


"Até hoje não houve filósofo que padecesse pacientemente uma dor de dente"

Willian Shakespeare. 



"O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra." ( Aristóteles)


E, vamos ao futuro...

domingo, 29 de abril de 2012

Quando surgiram as chupetas?


A ideia da primeira chupeta, semelhante ao mamilo, partiu possivelmente do médico russo Stoitchcovsky , da antiga União Soviética. Surgiu na época em que o choro de sua filha causava-lhe grande intolerância. Ele  trabalhou em uma agência de inteligência russa e viu o método silenciador que era utilizado por lá. Ironicamente, usou isso para silenciar o choro de sua própria filha. Mas antes, trocou o ferro pelo plástico. Nesse momento, a chupeta, ficou conhecida como instrumento silenciador de crianças.
Antes disso, diversos objetos foram usados para acalmar os bebês chorões tais como: colheres de prata, panos embebidos em calda de açúcar,mel, leite adocicado, conhaque e láudano (ópio misturado com álcool), o que tornou-se um grande escândalo na metade do século XIX.
Posteriormente a chupeta foi patenteada em 1900, nos EUA. 
Desta forma, não se sabe ao certo se a chupeta nasceu mesmo da ideia do médico russo, ou se foi mesmo criada pelos americanos, aonde ela recebeu a primeira patente, pois estes não admitiriam a utilização de um instrumento soviético em suas crianças.
As chupetas ortodônticas, foram criadas por alemães em 1949.
O uso das chupetas é questionável até hoje. Há profissionais que a indicam como uma alternativa ao uso dos dedos e outros, são decididamente contra.
Nós, da equipe odontologando, preferimos analisar caso a caso.





Fontes:
 http://www.revistaopiniao.com.br/conteudo.php?IDcol=1305&local=1&ID=57 
http://br.taringa.net/posts/imagens/44665/Chupeta,-Um-Bom-Quebra-Galho.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Chupeta
http://www.steticlin.com.br/odontopediatria.asp
http://www.clubedobebe.com.br/palavra%20dos%20especialistas/odp-12-17.htm

Postagens populares

Pesquisar este blog