Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O que é psoríase?Ela pode ter manifestações orais?

O que é psoríase?
É uma doença de pele e de articulações, de origem genética, que atinge 30% dos indivíduos que possuem história familiar. É doença inflamatória crônica, não contagiosa, que ocorre em surtos de piora, melhora ou desparecimento por tempo indeterminado.

Quem tem psoríase?
A psoríase acomete igualmente homens e mulheres em qualquer idade e em qualquer lugar do mundo incidindo em 2% da população.

Ter psoríase:
O estigma social é mais difícil de se enfrentar do que os sintomas da doença.

Sintomas:
* placas avermelhadas
*lesões descamativas localizadas mais frequentemente em região de atrito

Tratamento e evolução:
Sempre há como controlar totalmente a psoríase cutânea e articular. Utiliza-se medicamentos de ação local, fototerapia e medicamentos sistêmicos sob orientação médica.

Fatores desencadeantes:
*stress
*infecção de qualquer órgão
*trauma físico na pele
*tabagismo e uso de bebida alcoólica
*variações climáticas

Manifestações orais:
São raras e controversas, porém foram encontrados casos de lesões comprovadas por biópsias e achados orais na psoríase que incluem lesões não específicas como língua fissurada e lesões psoriasiformes como glossite migratória.



Fontes:
Ministério da Saúde

Centro Brasileiro de Psoríase (www.clinicasabbag.com.br)
Referências Bibliográficas:
1)Buchner A & Begleiter A. Oral lesions in psoriatic patients. Oral
Surg Oral Med Oral Pathol 1976; 41: 327-332.
2) Farber EM & Nall L. Psoriasis and alcoholism. Cutis1994;53:21-27.
Femiano F. Geographic tongue (migrant glossitis) and psoriasis.
Minerva Stomatol 2001; 50: 213-217.
3) Hietanen J, Salo AP, Kanerva L et al. Study of the oral mucosa in
200 consecutive patients with psoriasis. Scand J Dent Res 1984; 92:
50-54. Higgins EM, Duvivier AW.



segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Porque esperar para colar o aparelho fixo inferior? - Levante fixo -

Nem sempre é possível instalar o aparelho fixo nos arcos superior e inferior ao mesmo tempo. Em alguns casos (principalmente quando a mordida é profunda) em que os dentes superiores recobrem as superfícies vestibulares (anteriores) dos dentes, fica impossível instalar o aparelho imediatamente no arco inferior sem lançar mão de alguns recursos, dentre eles o levante fixo.

O levante fixo pode ser feito através da colocação de bolinhas de resina na oclusal (parte de cima do dente),  através da cimentação de uma placa de resina colada no dente ou degraus que vão servir como batente, impedindo que os dentes superiores toquem nos bráquetes, ocasionando seu descolamento.

Desta forma é possível melhorar o posicionamento dentário, até que o levante possa ser removido (seu uso é temporário e dura cerca de 4 meses) e a mordida profunda corrigida, ou seja, haverá espaço para a colagem e permanência das peças nos dentes inferiores pelo tempo que durar o tratamento ortodôntico.



Situação inicial de mordida profunda



Início da colagem do aparelho fixo superior e colocação do levante fixo





Dra Patricia Pessi

Postagens populares

Pesquisar este blog