Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

5 dicas para combater a gengivite


  • A gengivite se apresenta como uma inflamação nos tecidos gengivais podendo causar sangramento, dor e mau hálito. 
  • Ela pode levar à perda dos dentes, portanto, precisa ser rapidamente tratada.



  1. Aprenda a escovar os dentes corretamente.
  2. Use fio dental.
  3. Evite fumar.
  4. Alimente-se corretamente. (Se necessário, procure um nutricionista)
  5. Vá ao dentista regularmente.


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Leite materno pode provocar cáries?




Não existem estudos sérios que provem a relação do leite materno e o aparecimento de cáries.

Aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento das arcadas dentárias, musculatura perioral  e para a saúde geral da criança.

O maior vilão da cárie é a ingestão de açúcar. A ausência ou deficiência da escovação também são grandes responsáveis.

As fotos abaixo, são de uma criança de 3 anos, que ainda toma leite materno, consome uma grande quantidade de açúcar diariamente, dormindo muitas vezes, sem escovar os dentes.








Foto do livro da autora:
AUTOR(A): LESLIE MCGUIRE
EDITORA: SALAMANDRA EDITORIAL

Limpe os dentes de seu bebê, após as mamadas e escove os dentes de seu filho, até que ele possa fazer isso bem sozinho.
Ladis Pedrosa

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

A contenção em ortodontia é para sempre? Quando se deve remover?


Contenção em Ortodontia

     A retirada do aparelho fixo não significa o final do tratamento ortodôntico . Após finalizar a movimentação ortodôntica é necessário um período para que os dentes possam ser mantidos em uma relação estética e funcional ideais, combatendo a tendência natural dos elementos dentários de voltarem a sua posição original. O posicionamento dentário não depende somente do "correto encaixe" dos dentes, ele sempre estará sujeito à pressão oferecida por língua, lábios e bochecha (ou seja toda a musculatura perioral). Muitas vezes é necessário o tratamento fonoaudiológico durante a pós a retirada do aparelho.

     Para que os resultados obtidos na etapa do alinhamento e nivelamento dentário com aparelho fixo tenham maiores possibilidades de serem mantidos é necessário que o aparelho de contenção removível, seja usado inicialmente durante todo o dia e toda a noite. Retirar apenas durante as refeições principais (almoço e jantar) e nas horas de higienização. E ao retornar em  consultas periódicas de controle após 1 mês, 3 meses, 6 meses, após um ano. Nessas consultas, o dentista irá reavaliar e orientar o tempo de uso da placa de contenção superior, fazer ajuste oclusais caso eles sejam necessários. E aos poucos pode-se receber alta da contenção.

Na  arcada inferior, geralmente é instalada uma barra lingual fixa de canino a canino. Esta deverá permanecer colada a todos os elementos dentários por tempo indeterminado, existem grandes índices de recidiva nesta região.

A falta do uso correto do aparelho de contenção superior ou inferior aumenta o risco de movimentações dentárias indesejadas.

As contenções são individualizadas, ou seja, são definidas para cada paciente de acordo com o problema inicial, do tipo de correção ( por ex. se esquelética ou dentária), das dificuldades do tratamento, e das expectativas de estabilidade ou não.


Movimentações dos dentes após o tratamento
     Mesmo seguindo todos os procedimentos técnicos adequados durante a fase de tratamento e de contenção, os dentes podem movimentar-se durante toda a vida, alterando sua posição. Somos seres dinâmicos!!
     Isto ocorre em função de processos fisiológicos como os ligados ao amadurecimento e envelhecimento, ás forças de mastigação, ao equilíbrio/desequilíbrio muscular, à introdução de hábitos não fisiológicos , etc .
     Isto torna imprevisível a estabilidade ou não das posições dentárias.
     Normalmente, estas movimentações, se acompanhadas pelo ortodontista são facilmente retratáveis num período curto de tempo.



Dra Patricia Pessi

Postagens populares

Pesquisar este blog