Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

sexta-feira, 17 de maio de 2013

O que é hemangioma?

É um tumor benigno de vasos sanguíneos, com dilatação das artérias e veias, ou segundo alguns autores, uma má formação vascular. Pode aparecer em diversas partes do corpo .É  denominado hemangioma congênito quando ocorre nas primeiras semanas de vida, apresentando rápido crescimento, ocorrendo principalmente na pele da face. Na maioria dos casos ocorre regressão espontânea na primeira infância.

Como aparece clinicamente, na boca?

Geralmente apresenta um aumento de volume e podem ocorrer em várias dimensões, localizando-se em diversas regiões da mucosa bucal, preferencialmente na língua, lábios e mucosa. A coloração varia do vermelho vivo ao azulado e a consistência é mole à palpação, sendo assintomáticos ao toque.
Exames de arteriografia e ressonância magnética são importantes na delimitação e orientação do tratamento das grandes lesões.


 Como tratar?

Alguns podem ser apenas acompanhados dependendo de vários fatores e localização. Outros podem ser tratados com aplicação de agentes esclerosantes ou cirúrgicos.

O caso acima é de uma criança, do sexo feminino de 6 anos.

Fonte: http://www.lesoesbucais.com.br/ler_artigo.asp?codigo=12&cat=2

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Por que escovar os dentes?

A higiene bucal é uma das formas de prevenir gengivite (inflamação na gengiva) e cárie, que podem em estágios avançados, levar à perda dental.

Mas, por que devemos fazê-la?

A maior causa da perda dos dentes está na não remoção da placa bacteriana ou biofilme dental (depósito denso de bactérias, que se alimentam de restos alimentares, aderem aos dentes e não são removidos pela saliva, alimentos duros ou jatos de ar).

Uma simples escovação e uso de fio dental, associado à visitas periódicas ao dentista, podem garantir uma boa saúde bucal.

O caso abaixo é de uma criança de 12 anos que "não gosta de escovar os dentes".
Veja antes e depois da escovação!



segunda-feira, 13 de maio de 2013

Meu filho chupa dedo, o que fazer?

O hábito de chupar o dedo é muito comum e muitas vezes já se pode ver o bebê chupando dedo ainda dentro do ventre materno, por imagens de ultrasson. Está ligado principalmente à necessidade de sobrevivência, prazer e acolhimento.

Durante o primeiro e o segundo mês de vida, este hábito ainda está ligado a um reflexo "alimentação-sobrevivência". Depois desse período, o bebê passa a explorar com os dedos a região da boca e inclusive fora dela, reconhecendo também uma forma de prazer e acolhimento.

Porém, o grande problema é que com o passar do tempo, este hábito pode trazer problemas no posicionamento dos dentes e até no desenvolvimento dos ossos da face. Podem ocorrer também distúrbios na fala.

Mas, como tirar esse hábito?
Como qualquer  outro vício, requer a colaboração e a vontade da criança, da mesma forma como funciona com os adultos e por isso é preciso  motivação.

O importante é saber que quanto mais tarde se tentar tirar esse vício, mais difícil é conseguir o sucesso e também a adesão à alguns métodos.

Abaixo, listamos alguns métodos para que as mamães experimentem e possam encontrar algum que funcione melhor com seu filho.





  • Troque por uma chupeta, pois esta é mais fácil de remover posteriormente.
  • Não deixe de dar de mamar. Procure retirar um pouco de leite, caso o peito esteja muito cheio. Essa atitude fará com que o bebê sugar mais e ter menos necessidade de sucção do dedo.
  • Observe o hábito durante a noite. Se a criança continuar com o dedo na boca após adormecer, os pais devem retirá-lo.
  • Ocupe as mãos de seu filho. Enquanto ele as usas em alguma atividade interessante, deixará de chupar o dedo.
  • Dar apoio, tentar entender e observar os momentos em que a criança chupa o dedo.
  • Brigar não ajuda. Atitudes de interesse, costumam funcionar. A criança precisa perceber o interesse e firmeza dos pais em relação aos seus hábitos.
  • Negociação de horários funciona com crianças mais velhas. Anotações em calendários e cartazes, associadas a elogios e valorização da criança funcionam muitas vezes.
Procure sempre um odontopediatra que saberá orientá-lo, inclusive quanto à necessidade de um encaminhamento à fonoaudióloga.

Postagens populares

Pesquisar este blog