Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Respirador Bucal - Uma crise silenciosa


A respiração bucal é uma queixa frequente na otorrinolaringologia. As crianças são as mais acometidas, 30% das crianças brasileiras respiram pela boca e apresentam a chamada síndrome da respiração bucal. Pacientes que respiram por mais de 4 meses pela boca podem ser considerados respiradores orais e estão sujeitos repercussões sérias na qualidade de vida.
A obstrução nasal com consequente respiração bucal pode ter várias etiologias (causas) diferentes, sendo as mais comuns: aumento de amígdalas e adenóides (conhecida como carne esponjosa), rinite, sinusite, hipertrofia das conchas nasais e desvio de septo.
O diagnóstico nem sempre é fácil, às vezes temos que estar atentos aos sintomas indiretos como:  dor de garganta, ardência ou prurido na faringe, boca seca, secreção espessa aderida à garganta, tosse seca persistente, dor de cabeça, halitose, olheiras, aumento de cáries dentárias
, 
irritabilidade, ronco, apnéia do sono, sonolência diurna, enurese e agitação noturnas, mau aproveitamento escolar
 ou no trabalho bruxismo, déficit no crescimento e desenvolvimento.
As deformidades dentocraniofaciais (ALTERAÇÕES NOS DENTES, CRANIO E FACE) são sequelas bem características. Há hipotonia (flacidez) de lábios e língua, o lábio superior fica curto e incompetente. A língua mal posicionada dentro da boca pode causar má oclusão dentária (mordida aberta, incisivos superiores protruídos, mordida cruzada). Essas deformidades alteram a deglutição, a mastigação, a fala e a postura.
As crianças não têm uma alimentação adequada, já que é impossível triturar a comida e respirar ao mesmo tempo, elas comem rápido, mastigam pouco, utilizam líquido para auxiliar na hora de engolir e preferem alimentos pastosos.
Quanto mais cedo se instalar a respiração bucal, maiores serão as alterações. O tratamento da causa deve ser feito o mais precocemente possível, pode ser necessário um tratamento multidisciplinar com otorrino, ortodontista e fonoaudiólogo para  reeducação muscular.
Como identificar?
Fique atenta se a criança...
_ ronca e baba muito durante o sono;
_ tem olheiras e aspecto cansado;
_ ingere o alimento com muito     líquido;
_ fica de boca aberta por muito tempo, principalmente ao dormir;
_ possui respiração barulhenta:
_ apresenta a boca ressecada e a gengiva vermelha e inchada;
_  está com cabeça, ombros e braços projetados para frente


Texto fornecido por:
Dra Renata Lopes Mori  - Otorrinolaringologista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Será um prazer poder recebê-lo.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagens populares

Pesquisar este blog