Observação: É proibida a reprodução total ou parcial deste Blog, sem a devida autorização da Equipe.

Compartilhando idéias, falando sobre odontologia e trocando informações

Este blog nasceu da necessidade de conectar a inspiração de suas criadoras com a mídia e as redes sociais.
Estamos em ascenção, nos organizando para trazer ao leitor textos impactantes, modelados na medida das necessidades de nossos leitores e de nossas próprias.
Não temos a pretensão de sermos um blog que vem ensinar mas, estamos em movimento de pesquisa constante, para aprender e divulgar o que for relevante às idéias que inspiraram sua criação.
Esteja conosco. Será um prazer desfrutarmos deste tempo juntamente com você.

Equipe Odontologando

domingo, 4 de novembro de 2012

Afta, o que é?

   
     A afta é uma lesão recorrente, não contagiosa que atinge aproximadamente 2,5 bilhões de pessoas no mundo. Sua manifestação se dá através de uma ulceração dolorosa, que desaparece em questão de alguns dias. (Ao persistirem as lesões deve-se procurar um profissional para uma avaliação mais criteriosa). Pode ser de três tipos: Menor, maior e herpética. Por serem doloridas, prejudicando a fala, a higiene oral e alimentação. A etiologia (causa) das aftas não é bem conhecida, o que dificulta sua prevenção e tratamento. Alguns fatores relacionados ao seu aparecimento incluem genética, stress, alergia, doenças auto-imunes, tendências genéticas e, em alguns casos, deficiências de vitaminas. Porém a etiologia (causa) da afta ainda tem muito a ser esclarecido.
    Não existem remédios milagrosos que curem a afta; existem apenas aqueles que amenizam os sintomas dolorosos, visando também acelerar o processo de cicatrização.
    Para prevenir aftas é necessário boa alimentação que inclui vitamina B2, que pode ser encontrada no leite, queijo, iogurtes, carnes magras, ovos e vegetais verdes.

       É necessário uma consulta com o cirurgião dentista, se: 

  • A afta for muito grande e quando surgirem novas aftas após a cicatrização da primeira;
  • A lesão demorar mais que 3 semanas para cicatrizar;
  • Quando além de aftas o paciente apresentar: perda de peso, febre, perda de apetite.



Fonte: Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Será um prazer poder recebê-lo.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagens populares

Pesquisar este blog